Teatro: A Linda Rosa Juvenil

video

A importância do teatro no desenvolvimento da criança

O teatro utilizado em sala de aula, é de suma importância para construção do conhecimento do aluno, considerando-o como um ser que pensa, sente e faz. Como a escola é um espaço de conhecimento e aprendizado e isso se dá através dos sentidos, o ensino da arte é fundamental para o desenvolvimento da percepção criativa da criança.

O desenvolvimento da criatividade, a transmissão de sentimentos e emoções, são inerentes à sensibilidade do aluno. A escola deve propiciar isso na vida do aluno e ele será mais feliz, mais criativo e sensível. A criança ao ingressar na escola possui a capacidade da teatralidade, vivenciada nos jogos do faz-de-conta. Ora, se a sala de aula é o espaço-palco na realização da tarefa de ensinar, há que se valorizar esse espaço e utilizá-lo de forma a esgotar suas possibilidades de uso.

Trabalhar com o teatro na sala de aula, não apenas fazer os alunos assistirem as peças, mas representá-las, inclui uma série de vantagens obtidas: o aluno aprende a improvisar, desenvolve a oralidade, a expressão corporal, a impostação de voz, aprende a se entrosar com as pessoas, desenvolve o vocabulário, trabalha o lado emocional, desenvolve as habilidades para as artes plásticas (pintura corporal, confecção de figurino e montagem de cenário), oportuniza a pesquisa, desenvolve a escrita, trabalha a cidadania, religiosidade, ética, sentimentos, interdisciplinaridade, incentiva a leitura, propicia o contato com fábulas, contos, reportagens; ajuda os alunos a se desinibirem-se e adquirirem autoconfiança, desenvolve habilidades adormecidas, estimula a imaginação e a organização do pensamento. Enfim, são incontáveis as vantagens em se trabalhar o teatro em sala de aula.

O QUE É FOLCLORE?

O folclore é tradição, usos e costumes dos povos. Saber popular transmitido de pai para filho. Cada povo tem seu jeito de explicar o que acontece a sua volta e para isso contam passagens importantes da nossa história.
Ele varia bastante de um País para o outro, e até mesmo dentro de um Estado é bastante variável, pois as diferenças entre as regiões são muito grandes. Assim podemos definir o folclore como um conjunto de mitos e lendas que as pessoas passam de geração para geração. Muitos nascem da pura imaginação das pessoas, principalmente dos moradores das regiões do interior do Brasil, muitas destas histórias foram criadas para passar mensagens importantes ou apenas para assustar as pessoas. Muitas delas deram origem à festas populares, que ocorrem pelos quatro cantos do país.
As lendas são histórias contadas por pessoas e transmitidas oralmente através dos tempos. Misturam fatos reais e históricos com acontecimentos que são frutos da fantasia. As lendas procuraram dar explicação a acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais.
Os mitos são narrativas que possuem um forte componente simbólico. Como os povos da antiguidade não conseguiam explicar os fenômenos da natureza, através de explicações científicas, criavam mitos com este objetivo: dar sentido as coisas do mundo. Também serviam como uma forma de passar conhecimentos e alertar as pessoas sobre perigos ou defeitos e qualidades do ser humano. Deuses, heróis e personagens sobrenaturais se misturam com fatos da realidade para dar sentido a vida e ao mundo.
 Características, tipos de folclore, mitos, lendas, folguedos, festas, danças, artesanato, culinária, brincadeiras, cantigas infantis, adivinhas, parlendas, crenças, amuletos, simpatias, cordel, repentes, religião e cultos populares fazem parte do Folclore e merecem ser estudados e aproveitados sob todos os aspectos: intelectuais, artísticos, educacionais, recreativos e técnicos. Favorecem a aprendizagem e facilitam o trabalho, formando bons hábitos e atitudes; sendo de imenso valor integral na cultura.
A palavra folclore foi formada da união de dois termos oriundos do antigo inglês falado na Inglaterra: folk (povo) e lore (conhecimento) e substituiu o que, na época, era chamado de antiguidades populares.



Objetivos do trabalho com o Folclore:
  • Reconhecer a importância cultural do folclore;
  • Repassar os valores culturais;
  • Desenvolver a criatividade e a linguagem;
  • Desenvolver o gosto pela dança e música;
  • Estimular o raciocínio e a atenção;
  • Desenvolver o hábito da pesquisa;
  • Esclarecer fatos do Folclore de seu Estado, cidade, bem como do Brasil.
  

LEIS QUE PROTEGEM O FOLCLORE
  
Constituição federal :
  
Art. 215: "o Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais";
  Art. 216 : "Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens materiais e imateriais, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais se incluem:
 I - as formas de expressão;
 II - os modos de criar, fazer e viver;
 III - as criações científicas, artísticas e tecnológicas;  
 IV - as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais;
  V -os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico".
Portanto, as crenças, lendas, tradições, costumes e tradições, são bens imateriais, que compõem o patrimônio cultural, estão protegidos juridicamente pelo texto constitucional citado. Tratam-se assim de bens imateriais difusos de uso comum do povo e que podem ser protegidos pela ação civil pública. Exemplo: quando manifestações ou representações do folclore são proibidas por autoridade, lei ou ato administrativo podem ser defendidas juridicamente.

LENDAS- Ilustração utilizando o Paint